sábado, 25 de junho de 2011

*Resenha* Tempo de Matar - John Grishan

Sinopse

Dois homens brancos espancam e violentam impiedosamente uma menina negra de dez anos, numa pequena cidade ao sul dos Estados Unidos. A população da cidade - Clanton, no Mississipi -, apesar da significativa maioria branca, reage com choque e horror ao crime desumano. Mas o drama da menina Tonya e de sua família não pára por aí. Ele ganha dimensão nacional a partir do momento em que o pai da menina consegue um fuzil emprestado, relembra seus tempos no Vietnã e mata os estupradores. A opinião pública se divide e o jovem advogado, Jack Brigance, que assume a defesa, terá que enfrentar toda sorte de perseguições, principalmente por parte da violenta Ku Klux Klan. Título original: A time to kill.



John Grishan pra mim é um daqueles autores do qual você ouve falar muito, nada de bom ou ruim, ele apenas é comentado, mas você nunca realmente se interessou em lê-lo. Eu conheci a história de ‘Tempo de Matar’ primeiro através do filme, estrelado por Samuel L. Jackson, Matthew McConaughey e Sandra Bullock. O filme me prendeu e me conquistou de primeira e como acontece sempre que descubro que um filme foi baseado num livro, decidi na hora que precisaria ler. E qual não foi a minha surpresa ao descobrir que o autor do livro era John Grishan? E fiquei mais surpresa ao ler o prefácio escrito pelo autor dizendo que este fora seu primeiro livro. Fiquei intrigadíssima!

Bem, vamos às conclusões da leitura. O livro é maravilhoso e cheguei a conclusão que Jonh Grishan pode vir a ser um dos meus autores favoritos. Ele escolheu uma temática bem delicada e polêmica (o estupro ligado às questões raciais nos EUA) e mostrou que não tem medo de temas como esse e não tem medo de construir suas histórias e personagens e acabar afrontando e contrariando a opinião da maioria, o que é uma característica que pode vir a ser irritante em alguns momentos da leitura, mas, sob a luz certa, isso revela força na escrita e na personalidade do escritor. Ás vezes é difícil dar uma chance a um autor sobre o qual não se sabe muito, mas considero importante ‘correr o risco’ sempre, pois existe muita qualidade no mundo literário hoje em dia que permanece na obscuridade. Grishan, acredito que por ser seu primeiro livro, é um tanto prolixo e se demora demais e coisas insignificantes, mas isso não tira a qualidade da obra de forma alguma.

O que mais me cativou na história, desde que assisti ao filme, foi a questão ética. Até onde Carle Lee Hailey tinha razão e o direito de defender sua filha? Um crime hediondo é remediável por outro crime hediondo? Mil conclusões, pensamentos e opiniões surgem desses questionamentos, outro ponto forte para avaliar a qualidade da escrita e do autor. Nenhum é totalmente dispensável ou inútil, mas uma boa obra literária deve mover o leitor e despertar questionamentos e mesmo incômodo, para que a leitura surta o efeito ideal de mover pessoas e o mundo.

Em breve abordarei este livro de forma mais profunda, associando-o à teoria da moral do professor americano Lawrence Kohlberg na coluna de Filosofia, de forma simples e leiga, mas vale a pena conferir!^^

Um comentário:

  1. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!
    - Anima Libri -

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo

    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir